Quarta-Feira, 20 de março de 2019
04-02-2009
Ministério da Agricultura informa: Melhoram condições de exportação de carne bovina in natura para a União Europeia

Brasília (2.2.2009) - No último dia de trabalho da missão europeia que avaliou o sistema de defesa agropecuária do Brasil, a equipe de inspetores encontrou-se com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, nesta segunda-feira (2). “A União Europeia, ao adquirir a confiança no serviço brasileiro, permite ao Ministério da Agricultura pleitear a flexibilização dos procedimentos de importação de carne do Brasil, levando em consideração a melhoria do status sanitário e os controles implantados pela Secretaria de Defesa Agropecuária relacionados à certificação das carnes exportadas para o bloco”, destacou o ministro.

          Hoje cedo, durante reunião final com representantes da Secretaria de Defesa Agropecuária, os inspetores do Escritório de Alimentação e Veterinária da União Europeia (FVO, sigla em inglês) já haviam confirmado a qualidade do trabalho realizado pelo setor, ao implementar as exigências de rastreabilidade e certificação do rebanho e da carne nacionais.

          A missão deixou claro, ao término do encontro, que melhoras significativas foram verificadas desde a última inspeção do FVO, em março de 2008. Quanto à inspeção nos frigoríficos, consideraram a situação amplamente satisfatória, assim como para a certificação da carne bovina in natura a ser importada pela UE. Além disso, a equipe afirmou que melhoras significativas foram adotadas em relação à supervisão e auditoria nas propriedades aprovadas para aquele mercado. Essas foram as primeiras impressões da missão que deve, em um mês, enviar relatório da inspeção. 

          A vinda da missão europeia teve o propósito de verificar o cumprimento das garantias dadas pelo Brasil na certificação da carne bovina in natura exportada ao bloco. Em 12 dias de auditoria, dez inspetores visitaram estados habilitados e não habilitados a exportar carne bovina in natura para aquele mercado. O trabalho iniciou no órgão central e foi desenvolvido em Estabelecimentos Rurais Aprovados no Sisbov (Eras), frigoríficos, portos, escritórios locais de atenção veterinária e laboratório.

          Trabalho intenso - O trabalho realizado em parceria com serviços estaduais de Defesa Agropecuária foi intensificado em 2008. Técnicos brasileiros receberam treinamento de representantes da Diretoria-Geral para Saúde e Consumidores da União Europeia (DG-Sanco), e as auditorias do Ministério, em conjunto com os estados, foram intensificadas no sistema de certificação das propriedades rurais.

          Comércio - Atualmente, 814 propriedades estão habilitadas a fornecer bovinos aos estabelecimentos exportadores de carne bovina in natura para a UE. Nove estados compõem a área habilitada: Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. (Da Redação)

 

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.