Segunda-Feira, 18 de fevereiro de 2019
20-02-2009
Leite: CNA propõe suspender importações da Argentina

Um dia depois de a Argentina anunciar que não irá suspender a regra de licenças não-automáticas de importação para produtos brasileiros, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) quer que o o governo federal adote o mesmo mecanismo para a importação de leite do país vizinho, que cresceu 40% no último ano e atingiu US$ 22 milhões em janeiro último.
A CNA suspeita de irregularidade comercial no crescimento das importações de leite da Argentina e teme a inatividade dos produtores no Brasil. Segundo a entidade, em janeiro do ano passado, o saldo comercial do produto foi de US$ 25,5 milhões positivos, enquanto no último mês a balança brasileira registrou resultado negativo de US$ 8,32 milhões. "Do total dessas importações, 81,2% em valores e 82,47% vieram da Argentina", alerta nota da confederação.
Para a CNA, é possível que a Argentina esteja fazendo triangulação do leite subsidiado da Comunidade Européia e repassando para o Brasil um produto com o preço falso e bastante competitivo. Conforme a entidade, a indústria de laticínios no Brasil paga à Argentina R$ 0,41 por litro, enquanto o preço médio pago ao produtor interno de leite atualmente é de R$ 0,59.

Fonte: Site DBO, acesso em 20/02/2009

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.