Terça-Feira, 23 de julho de 2019
29-04-2009
Rebanho suíno brasileiro não oferece risco à população

O vírus H1N1, responsável pela atual epidemia de Influenza Norte-Americana, popularmente chamada de gripe suína, no México, Estados Unidos e Canadá, não foi identificado em rebanhos suínos no Brasil. Essa é uma das constatações do pesquisador Paulo Augusto Esteves, da Embrapa Suínos e Aves, unidade descentralizada da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, ligada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. De acordo com ele, esse vírus é uma amostra nova, com origem desconhecida e ainda não está claro se a origem é de suínos. “O importante é informar que não temos amostras desse vírus aqui no Brasil e não há possibilidade de humanos serem infectados por contato com suínos”, enfatizou Paulo.
O vírus H1N1 (Influenza Suína/A/California/04/2009) apresenta quatro segmentos genômicos (RNA) de vírus influenza: vírus suíno Norte-Americano (pelo menos 80% do genoma), vírus aviário Norte-Americano, vírus humano Norte-Americano e vírus suíno da Eurasia (Tailândia).
Outro esclarecimento do pesquisador é sobre o consumo da carne suína. “Não há possibilidade de transmissão pelo consumo da carne suína. De qualquer forma, é sempre prudente que toda a carne seja cozida ou assada adequadamente antes do consumo, orientação que é feita para evitar qualquer outro tipo de infecção”, afirmou. O vírus da influenza é inativado a temperaturas acima de 70ºC.

Fonte: Agrolink, acesso em 29/04/2009

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.