Fale Conosco  
 
 
 
Quinta-Feira, 13 de dezembro de 2018
13-11-2018
CRMV-SP realiza cerimônia de comemoração aos 50 anos da regulamentação do Sistema CFMV/CRMVs

Durante o evento, os participantes acompanharam palestra sobre o cinquentário da Lei Federal nº 5.517/68 e a fundação das primeiras escolas de Medicina Veterinária no Brasil e no mundo

Em 2018, a Lei Federal nº 5.517/68 completou 50 anos regulamentando o exercício profissional da Medicina Veterinária no País e instituindo, também, o Sistema CFMV/CRMVs, responsável, atualmente, por fiscalizar médicos-veterinários e zootecnistas. Para comemorar, o CRMV-SP realizou cerimônia especial em outubro, em sua sede provisória, na capital paulista.

O encontro contou com a participação de diversos profissionais e autoridades, como o presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti de Almeida; Fabio Paarmann, representando a chefia do Serviço de Sanidade Animal e Superintendência Federal de Agricultura do Estado de São Paulo; Fernando Buchala, representando a Coordenadoria de Defesa Agropecuária e secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento de São Paulo; o presidente da Academia Paulista de Medicina Veterinária (Apamvet), Eduardo Harry Birgel; o presidente do Sindicato dos Médicos-veterinários do Estado de São Paulo (Sindimvet), Jorge Antonio Chehade; e o vereador Rodrigo Goulart, na data presidente da Câmara Municipal de São Paulo.

Na ocasião, os participantes puderam acompanhar a palestra “Cinqüentenário da Lei 5.517/68 e sua História”, proferida pelo médico-veterinário e historiador Percy Infante Hatschbach, que falou, entre outros assuntos, sobre a fundação das primeiras escolas de Medicina Veterinária no País e mundo.

“Fiquei lisonjeado com o convite do CRMV-SP para falar sobre os caminhos da nossa profissão em um dia tão importante para a categoria. A Medicina Veterinária tem um futuro promissor e ver jovens profissionais interessados em participar deste tipo de encontro é gratificante, afinal, são eles que contribuirão de forma efetiva para o progresso das profissões e da economia brasileira durante os próximos anos”, disse Hatschbach, que também é membro da Associação Brasileira de Medicina Veterinária, da Associação Mundial de História da Medicina Veterinária e da Associação Inglesa de História da Veterinária.

Na mesma noite, os presidentes do CFMV e do CRMV-SP receberam do vereador e médico-veterinário Rodrigo Goulart voto de júbilo e congratulações ao Sistema pelo cinquentenário da lei aprovado pela Câmara Municipal de São Paulo. “Queremos saudar o importante papel realizado pelo CRMV-SP na fiscalização do exercício profissional em prol da saúde pública, animal e ambiental. Queremos promover cada vez a aproximação entre o Legislativo e os conselhos de classe. Acreditamos que somente desta forma é possível compartilhar experiências e debater demandas políticas no âmbito da Medicina Veterinária”, ressaltou o vereador.

Protagonismo

Ao longo das últimas cinco décadas, a Medicina Veterinária e a Zootecnia se tornaram decisivas para a economia brasileira. Atualmente, o Sistema CFMV/CRMV’s tem 161 mil médicos-veterinários e 15.724 zootecnistas registrados. Ao todo, são 176.724 profissionais inscritos e atuando pelo crescimento econômico do País. Juntos, eles fortalecem o agronegócio, mercado que já é responsável por um quarto do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em 50 anos, o Brasil saiu da condição de importador para exportador de alimentos graças aos esforços dos profissionais e aos avanços nas questões sanitárias.

“Esses profissionais estão presentes em toda a cadeia de produção animal e são eles que atestam e garantem a qualidade sanitária dos produtos de origem animal consumidos pela sociedade. Hoje, o Brasil fornece proteína animal para mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o setor de exportação de animais vivos atingiu aproximadamente U$ 276 milhões em 2017”, disse Francisco Cavalcanti Almeida, presidente do CFMV.

Mario Eduardo Pulga, presidente do CRMV-SP, destacou outro importante marco na história da pecuária brasileira no ano em que se celebram os 50 anos da regulamentação das profissões, em especial da Medicina Veterinária: o reconhecimento do Brasil como país livre da febre aftosa com vacinação pela World Organization for Animal Health (OIE). “Graças aos esforços de nossos profissionais, o Brasil ficou livre desta importante doença e também das pestes bovina e suína africana nos rebanhos de quase a totalidade de seu território”, enfatizou.

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.