Sabado, 25 de maio de 2019
16-04-2019
Nota orienta sobre condutas para o monitoramento da raiva

Fonte: Portal G1

O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde, publicou nota informativa com orientações quanto ao monitoramento e vigilância epidemiológica com base laboratorial para raiva em cães e gatos, bem como sobre a importância da identificação da variante viral.

Conforme o documento, nas últimas três décadas foi observado um decréscimo significativo de casos de raiva em cães domésticos por variantes 1 e 2, passando de 1.200 casos no ano de 1999 para dois casos em 2017. A redução se deve, principalmente, às ações de vacinação massiva dos cães e gatos e ao fortalecimento da vigilância epidemiológica.

De 1990 a 2010, adotou-se como critério, para monitoramento da raiva canina, o envio de amostras para o percentual de 0,2% da estimava populacional canina por área, com objetivo de produzir informações para a tomada de decisão para ações de prevenção e controle da doença. Atualmente, o perfil epidemiológico da raiva em cães e gatos tem apresentando uma baixa incidência nesses animais, que em aproximadamente 80% dos casos positivos têm como variante rábica aquela que circula entre animais silvestres, principalmente em quirópteros.

Deste modo a vigilância da raiva em cães e gatos passará a se apoiar em critérios de eleição com monitoramento dirigido para os animais que apresentem algum tipo de suspeita clínica: animais com sinais e sintomas neurológicos que foram a óbito ou submetidos a eutanásia; animais que morreram durante o período de observação de 10 dias após a agressão; animais encontrados mortos por atropelamentos ou sem causa definida, bem como, animais suspeitos de raiva advindos de clínicas particulares, faculdades ou outros estabelecimentos médicos- veterinários, que evoluíram a óbito ou foram submetidos à eutanásia.

Portanto é muito importante que os clínicos veterinários estejam cientes desta nova situação e participem ativamente do encaminhamento dos materiais dos referidos casos para os serviços veterinários oficiais.

Confira AQUI a nota informativa, publicada em fevereiro de 2019.

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.