Quarta-Feira, 21 de outubro de 2020
15-10-2019
Ações educativas de guarda responsável devem estar entre prioridades dos mutirões

Educação é aliada no controle populacional de cães e gatos

Os mutirões de esterilização cirúrgica (castração) são considerados medida importante para o controle populacional de cães e gatos e a redução do número de animais em situação de rua. No entanto, para um resultado efetivo nessa direção, é imprescindível que ocorram, paralelamente, ações estratégicas e sistêmicas de educação sobre guarda responsável.

Isso requer das instituições e profissionais envolvidos em mutirões uma visão ampla com foco na saúde e bem-estar animal e, consequentemente, na saúde humana e ambiental.

De acordo com a médica-veterinária, Anne Pierre Helzel, assessora técnica do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP), a esterilização cirúrgica de cães e gatos de forma isolada não cumpre o papel necessário para a promoção da Saúde Única.

As ações precisam acontecer de forma contínua, não se limitando à distribuição de folhetos e exibição de vídeos educativos. “Além da educação do público adulto, é necessário um trabalho sólido junto às crianças e adolescentes das comunidades em que os mutirões serão realizados, com atividades e aplicação de conteúdos que sejam integrados ao programa educacional”, enfatiza Anne.

Informar para sensibilizar

A médica-veterinária Maria Cristina Santos Reiter Timponi, presidente da Comissão das Entidades Veterinárias Regionais do Estado de São Paulo do CRMV-SP, argumenta que educar para a guarda responsável é criar programas em que possam ser transmitidas informações em diferentes espaços públicos, como escolas, parques, centros de lazer e postos de saúde.

“Além de sensibilizar o olhar das pessoas para o animal como um ser que possui sentimentos e emoções, os conteúdos devem abordar o que consideramos os cuidados básicos para a saúde e bem-estar dos pets, como vacinação, controle de parasitas, passeios, higiene e assistência médica-veterinária”, frisa Maria Cristina. Outro ponto importante é a informação sobre as zoonoses – doenças transmitidas dos animais para os seres humanos – assunto sobre o qual o médico-veterinário é o profissional mais qualificado para falar. “Trata-se de um tópico que requer atenção no âmbito da saúde pública, uma vez que 70 % das doenças humanas são zoonoses”, diz a presidente da comissão.

LEIA TAMBÉM

Mutirão de Castração: saiba quais são as principais falhas na entrega do projeto

Identificação dos animais atendidos pelos mutirões é fundamental

Castramóveis devem seguir regras específicas e serem registrados no CRMV-SP

CRMV-SP lança página sobre mutirão de castração

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.