Sexta-Feira, 29 de maio de 2020
15-10-2019
Identificação dos animais atendidos pelos mutirões é fundamental

Orçamento das campanhas deve prever os custos com os registros

Quando mutirões de castração são promovidos, é frequente que o registro dos animais submetidos à cirurgia se limite ao prontuário do atendimento médico-veterinário realizado na ação. Porém, resoluções e legislações preveem que cães e gatos sejam identificados.

De acordo com a médica-veterinária Anne Pierre Helzel, assessora técnica do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP), a observação consta nos textos da Resolução CRMV-SP nº 2.579/16, da Lei Estadual nº 12.916/08 e do Decreto Estadual nº 63.504/18.

“Portanto, o orçamento do mutirão de castração deve prever os custos da identificação do animal, seja com placa numerada, microchipagem ou tatuagem”, diz Anne, lembrando que a documentação do histórico dos cães e gatos, quanto à castração, as vacinas e suas condições gerais de saúde, também é necessária, conforme prevê a Resolução do CRMV-SP.

O Conselho ressalta que a identificação promove o consenso de responsabilidade dos tutores com seus animais e é uma medida de segurança para casos de fuga ou desaparecimento do cão ou gato, no sentido de que o animal tenha mais chances de ser localizado.

LEIA TAMBÉM

Mutirão de Castração: saiba quais são as principais falhas na entrega do projeto

Castramóveis devem seguir regras específicas e serem registrados no CRMV-SP

Ações educativas de guarda responsável devem estar entre prioridades dos mutirões

CRMV-SP lança página sobre mutirão de castração

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.