Sabado, 8 de agosto de 2020
15-10-2019
Mutirão de Castração: saiba quais são as principais falhas na entrega do projeto

Para a realização de um mutirão de castração, fora de clínicas e hospitais médico-veterinários, com foco no controle populacional, a Resolução CRMV-SP nº 2.579/16 prevê que sejam submetidos ao Conselho Regional de Medicina Veterinário do Estado de São Paulo (CRMV-SP) o escopo do projeto e documentações.

O material precisa ser apresentado com, no mínimo, 60 dias de antecedência da data prevista para o mutirão. Porém, a entrega dos itens fora desse prazo ainda é uma das falhas mais comuns.

No que tange às documentações, com frequência, as instituições realizadoras se voltam apenas à elaboração do projeto, deixando de entregar certidões, contratos, cópias das cédulas de identidade dos profissionais envolvidos, entre outros.

“Nossa orientação é de que a resolução seja lida com atenção e, em caso de dúvidas, podemos ser contatados e estamos à disposição para esclarecimentos”, diz o auxiliar de apoio Márcio Teruo Matayoshi, do setor de Registro de Empresas do CRMV-SP.

Matayoshi lida diariamente com as documentações para realização de mutirões de castração e ressalta que, quando tudo é entregue corretamente, os processos para aprovação correm com mais celeridade.

O contato para tirar dúvidas quanto os documentos exigidos é (11) 5908-4762, com atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Fluxo sanitário requer atenção

Já no quesito técnico, as principais falhas têm a ver com o fato de se subestimar a importância do fluxo sanitário na preparação para as cirurgias nos animais. “Trata-se de um desafio que exige estratégia. Os locais de realização dos mutirões são ambientes que não possuem as estruturas de um estabelecimento médico-veterinário, mas devem atender às exigências necessárias para a segurança do ato cirúrgico”, argumenta a médica-veterinária Anne Pierre Helzel, assessora técnica do CRMV-SP.

Além da preocupação em atender às regras vigentes e exercer a Medicina Veterinária com excelência, os profissionais precisam se ater ao fato de que há uma expectativa e uma cobrança da própria população quanto à qualidade do serviço prestado, principalmente pela nova relação com seus animais de estimação, atualmente considerados membros da família.

Para esclarecer questões técnicas, os profissionais podem contatar a Assessoria Técnica Médica-veterinária do Conselho pelo telefone (11) 5908-4777, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

LEIA TAMBÉM

Identificação dos animais atendidos pelos mutirões é fundamental

Castramóveis devem seguir regras específicas e serem registrados no CRMV-SP

Ações educativas de guarda responsável devem estar entre prioridades dos mutirões

CRMV-SP lança página sobre mutirão de castração

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.