Domingo, 8 de dezembro de 2019
25-10-2019
Brasil retoma exportação de vacina contra febre amarela

Texto: Agência Saúde (por Regina Xeyla)

Após três anos de interrupção da exportação da vacina contra febre amarela, o Brasil retoma a capacidade instalada para atender 100% a demanda interna e fornecer para outros países. A retomada se dará por meio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Entre 2017 e 2018, o país suspendeu a venda da vacina, para voltar toda sua produção à população brasileira, que passava por surto da doença.

Outro importante fator que impulsionou essa retomada foi a aprovação da Lei 13.801/2019, que determina que os recursos adquiridos com a exportação desse insumo retornem exclusivamente à Fiocruz. Isso permite o reinvestimento na produção dessa e de outras vacinas, e em pesquisas.

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), da Fiocruz, fornecerá, entre 2019 e 2020, 23 milhões da vacina para a Organização Pan Americana de Saúde (OPAS) e Unicef.

O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na terça-feira (22/10), no Rio de Janeiro, durante a 20ª Reunião Geral Anual da Rede de Produtores de Vacinas dos Países em Desenvolvimento (DCVMN, na sigla em inglês).

Acesse a notícia publicada pelo Ministério da Saúde.

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.