Sexta-Feira, 6 de dezembro de 2019
25-11-2019
CRMV-SP marca presença em seminário sobre Bem-estar Único

Rodrigo Pereira

Seminário Bem-estar Único, em Pirassununga


Rodrigo Pereira

Odemilson Mossero, vice-presidente do CRMV-SP


No evento, aconteceu o lançamento da iniciativa “Abandono Zero” e da Plataforma Unificada de Resposta a Acidentes Envolvendo Animais

Texto: Assessoria de Comunicação do CRMV-SP

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) participou, na quarta-feira, dia 20, do seminário “Bem-estar Único”, no campus Fernando Costa da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ-USP), em Pirassununga (SP). Segundo o vice-presidente do Conselho, Odemilson Donizete Mossero, a conscientização da sociedade sobre o tema é primordial.

“É muito importante que o Bem-estar Único seja uma pauta presente na Medicina Veterinária, uma vez que o assunto tem relação direta com o trabalho técnico desempenhado pelos profissionais com as diferentes espécies”, afirma Mossero.

No evento, o médico-veterinário Adroaldo José Zanella, professor do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal e responsável pelo Centro de Estudos Comparativos em Saúde, Sustentabilidade e Bem-Estar, da FMVZ-USP, campus Pirassununga, explanou sobre Bem-estar Único como um conceito fundamentado na relação indivisível entre o ser humano, o animal e o meio ambiente.

Zanella explica que há três formas de conceituar o Bem-estar Único:

1- Pesquisa: envolve o entendimento dessa continuidade entre humanos e animais na organização das respostas a situações positivas e negativas. “Por exemplo, demonstrei, com modelo de suínos, ovinos, caprinos, que estresse na gestação da fêmea deixa a prole mais medrosa, com problemas cognitivos. Então, isso faz parte do Bem-estar Único, porque uma criança que nasce de uma mãe estressada, também vai ter dificuldades cognitivas, ter medo, e esse aprendizado a gente teve com animais. Ou seja, esse guarda-chuva do Bem-estar Único mostra que o modelo animal serve para o entendimento dos humanos”.

2 – Critérios éticos: “a ideia é de que o Bem-estar Animal é um bem comum”, diz Zanella, destacando que o fato de não haver a possibilidade de segregar o produto dos animais que sofreram situações que estão em desacordo com seus valores éticos e morais causam sofrimento ao ser humano. “É uma questão de empatia.”

3- Pilares do Bem-estar único: Ele destaca que a terceira base do conceito remete à preocupação em relação à biodiversidade tanto da fauna quanto da flora e com os processos de produção de alimentos, de origem animal e vegetal, um dos pilares do Bem-estar Único. E coloca os médicos-veterinários em uma posição de liderança diante dos temas mais urgentes, como o uso exagerado dos antimicrobianos, tanto pela Medicina Humana como pela Veterinária. “Isso está sendo observado com muita cautela pelos riscos de gerarmos subpopulações de micro-organismos que acabem criando uma situação catastrófica para a humanidade”, ressalta Zanella.

Abandono Zero

Durante o evento, foi lançada a iniciativa “Abandono Zero”, parceria da USP e da Prefeitura de Pirassununga para a redução do abandono de animais domésticos. “Com o apoio da Prefeitura Municipal, declaramos Pirassununga como o marco-zero do Abandono Zero, abrindo espaço em toda a rede pública, Ensino Fundamental e Médio, para as questões de guarda responsável, além de estabelecermos estratégias para dar mais visibilidade para os animais que estão no abrigo municipal”, afirma Zanella.

Na segunda fase do projeto, foram mapeados todos os cães e gatos do abrigo municipal, os animais receberam nomes e foram fotografados. “Criamos uma página no Instagram – @abrigodepira – para que esses animais fossem assumidos pela população e agora estão visíveis para o mundo inteiro. E estamos também trabalhando uma situação no próprio campus, onde há animais abandonados”, afirma Zanella, lembrando que no momento aguardam o resultado dos pedidos de recurso e preparando junto a estudantes de pós-graduação material para inserir no currículo das escolas públicas de Pirassununga ações ligadas ao Bem-estar Único com enfoque inicialmente na questão do Abandono Zero. A ideia é inclusive no futuro levar a iniciativa para outros municípios.

PURAA

A Plataforma Unificada de Resposta a Acidentes Envolvendo Animais (PURAA), uma parceria da USP com a Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e o Grupo Arteris, tem como objetivo, dentro do Bem-estar Único, a segurança viária, reduzindo os efeitos em humanos, o sofrimento animal e os danos ambientais causados por esses acidentes. “Estamos treinando os cinco Batalhões da PMR de São Paulo, além de membros da Secretaria Estadual da Agricultura, do Mapa e da Concessionária, na prevenção e mitigação de acidentes envolvendo animais”, explica Adroaldo Zanella.

No treinamento, há simulação de situações para fiscalização de carga-viva, intervenção em acidentes, como trabalhar a questão das zoonoses e fazer manejo de animais soltos na pista. O trabalho inclui a criação de protocolos para identificar de forma inteligente quando os animais atravessam a pista e para fiscalizar carga viva e resposta a atropelamentos de animais, silvestres e domésticos. “No PURAA, temos três estudantes desenvolvendo estratégias para mitigar acidentes envolvendo capivaras e mapeamos a Rodovia Anhanguera, onde, em apenas um trecho de 380 quilômetros, morreram 69 onças em 10 anos, uma onça a cada dois meses. E mais de 12 mil cães atropelados, três por dia em 10 anos”, alerta.

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.