Terça-Feira, 2 de junho de 2020
24-03-2020
Após ofícios do CRMV-SP, governo inclui serviços médico-veterinários como essenciais

Atendimento em clínicas e hospitais, comércio de produtos e inspeção de alimentos são primordiais para a população e foram garantidos em nova deliberação

Em ofícios enviados ao governador do Estado de São Paulo, João Dória, e ao Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) enfatizou a importância de os estabelecimentos médico-veterinários serem listados como essenciais para a população no decreto que define as regras para a quarentena. Após o pedido do Conselho, o governo, por meio do Comitê Administrativo Extraordinário Covid-19, publicou hoje deliberação com a especificação, que traz esclarecimento para as classes médica-veterinária e zootécnica.

O Regional atentou para o fato de que no Decreto Estadual n.º 64.881, publicado na segunda-feira (23/03), foi determinada a suspensão de atividades, com exceção para hospitais, clínicas e farmácias. O entendimento de que os estabelecimentos de saúde animal estavam entre estes, porém, ficou passível a interpretações diversas. Por isso, o CRMV-SP pontuou ser fundamental o esclarecimento.

Da mesma forma, o Conselho alertou para a necessidade de citar como permitido o comércio de alimentos e de produtos para animais, bem como as atividades de produção e inspeção de alimentos e de produtos médico-veterinários, fundamentais para o abastecimento da população. Todas as ponderações do CRMV-SP foram acatadas na deliberação publicada hoje no Diário Oficial Estadual.

A permissão não se aplica ao serviço de banho e tosa, uma vez que este não é considerado essencial. O CRMV-SP entende que cumpriu o seu dever junto aos médicos-veterinários, zootecnistas e à sociedade, em um momento tão delicado mundialmente como o que estamos atravessando. Agimos para a garantia da saúde animal e, consequentemente, em prol da saúde pública e da sustentabilidade alimentar da população.

Aos profissionais que ficarão nessa linha de frente para que a população siga contanto com o essencial, o Conselho alerta para a observação de todas as medidas preventivas, no âmbito sanitário e no que diz respeito à proteção pessoal contra o Coronavírus.

A indicação majoritária é de que os contatos sociais sejam evitados. Por isso, a fim de impedir grande circulação de pessoas ou aglomerações, a orientação aos profissionais que atuam em consultórios, clínicas e hospitais médico-veterinários, conforme já pontuado pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), é de que se mantenham restritos a atendimentos de urgência e emergência neste período.

Deliberação do Comitê

Decreto Estadual

Serviço de banho e tosa está suspenso por decreto e deliberação de quarentena

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.