Quinta-Feira, 9 de julho de 2020
08-06-2020
e-Sisbravet: sistema do Mapa agiliza atendimentos de emergências veterinárias

Ferramenta visa proteger pecuária nacional e a saúde pública

Texto: Coordenadoria de Comunicação e Eventos do CRMV-SP

Já está em funcionamento o Sistema Brasileiro de Vigilância e Emergência Veterinária (e-Sisbravet), ferramenta lançada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que permite a notificação, atendimento e acompanhamento, pela internet, de medidas adotadas em uma situação de emergência veterinária e de suspeita de doenças em animais.

“Os médicos-veterinários poderão abastecer o sistema com rapidez, de forma a contribuir para com as autoridades sanitárias no desenvolvimento de novas políticas públicas”, afirma o vice-presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) e presidente da Comissão Técnica de Saúde Animal (CTSA) da autarquia, Odemilson Donizete Mossero. Ele acredita que o sistema irá ampliar a capacidade de vigilância agropecuária, agilizar processos, custos para e riscos da perda de mercados.

Cláudio Regis Depes, médico-veterinário da Coordenadoria de Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo e membro da CTSA, diz que “a ferramenta contribui para a organização do sistema sanitário nacional e serve como referência para o trabalho diário dos médicos-veterinários que atuam na área de animais de produção.”

O sistema será integrado com a Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA). Inicialmente, serão feitas notificações apenas de animais de produção (bovinos, suínos e aves, por exemplo), sem a inclusão de cães e gatos (animais domésticos). No futuro, poderão ser incluídos os animais aquáticos.

Como fazer as notificações

As notificações podem ser feitas por meio de celular, tablet ou computador, acessando de link disponível nos sites do Mapa e dos órgãos executores de sanidade agropecuária (OESAS). As comunicações serão direcionadas às Unidades Veterinárias Locais (UVL) que atuam na área onde fica a propriedade com caso suspeito.

Não é preciso se cadastrar para ter acesso ao sistema e nem fornecer dados pessoais. Basta identificar as espécies acometidas, os sinais de doença observados e se foi realizado teste laboratorial. Também é necessário apontar a localização dos animais.

A partir das informações, o Mapa e o Serviço Veterinário Estadual, no caso a Coordenadoria de Defesa Agropecuária, deverão tomar as providências cabíveis.

Um recurso para zelar pela saúde

Fábio Alexandre Paarmann, auditor fiscal federal agropecuário do Mapa e membro da Comissão Técnica de Saúde Animal do CRMV-SP, reforça que o médico-veterinário tem papel fundamental de zelar pela saúde dos animais e das pessoas, tanto individualmente quanto coletivamente. “É com base nessas premissas que surge a importância de notificar enfermidades para as autoridades competentes. A necessidade da notificação e o dever de fazer esse tipo de comunicação estão descritos de diversas formas na legislação nacional e no Código de Ética do Médico-veterinário”, diz.

Outra funcionalidade do sistema é o gerenciamento das notificações. Cada uma delas é registrada e analisada por um médico-veterinário do Serviço Oficial e tratada conforme os protocolos existentes para cada caso. “Todas as ações realizadas ficam registradas no sistema, permitindo a revisão do histórico de cada notificação”, frisa Paarmann.

É importante que os médicos-veterinários utilizem a nova ferramenta do Mapa e que conheçam a lista de doenças de notificação obrigatória. “Ao inserir dados no sistema, os profissionais farão muito mais do que cumprir com seu dever, estarão contribuindo para o fortalecimento de políticas públicas, para a erradicação de doenças, para a preservação da produção pecuária nacional e para o abastecimento da população”, reforça o integrante da Comissão Técnica de Saúde Animal.

 
 
             

Rua Vergueiro, 1753/1759 - 4° e 5° andares -
Vila Mariana - São Paulo
Cep: 04101-000 - SP   [Mapa]

Fone: (11) 5908 4799 - Fax: (11) 5084 4907
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 16h

   
 
Copyright 2006-2009 © CRMVSP. Todos os direitos reservados.